Morar e investir nos Estados Unidos?

Acessando o mercado americano.

Todos nós sabemos o quão forte a economia americana é e como estar presente neste mercado pode contribuir para a sua empresa e carreira.

As contribuições podem ir desde incentivos governamentais até educação e encubadoras de startups para novos empreendedores.

Além do mais, estar presente em um dos maiores pólos tecnológicos do mundo, pode trazer a vantagem competitiva necessária para a maioria das empresas.

No entanto o processo de loteria para concessão de vistos de trabalho e as recentes mudanças para a concessão do visto para investidores dificultaram um pouco a obtenção do Green Card.

 

Um pequeno parênteses para quem não conhece esses processos...

A chamada "loteria" para concessão de vistos, é um processo no qual o futuro empregado, se aprovado pela empresa, deve aguardar um processo do governo, onde são sorteados um número limitado de vistos de trabalho. Em resumo, além de ser aprovado para o emprego, o candidado deve também ser sorteado no processo de concessão de vistos.

Já o visto de investidor americano demanda que sejam investidos 1,3 milhão de dólares em investimentos - antes da mudança o valor era de 500 mil. Estes possuem categorias específicas e devem seguir uma série de regras estipuladas pelo governo.

É importante salientar que estes vistos são temporários (em geral dois anos) e que se a pessoa (e sua família) permanecerem legalmente no país por esse período, o visto permanente pode ser concedido.

---

E agora? O sonho de morar nos EUA acabou?

Não necessariamente.

Apesar de difíceis ou caros, os processos para obtenção de visto de trabalho ou de investidor ainda são uma possibilidade.

No entanto como um cidadão Europeu, você também pode ter acesso a esta gigante economia de uma maneira mais fácil e barata.

Isso se deve ao bom relacionamento que os EUA tem com a União Européia... E o resultado que é necessário somente 10% do investimento requerido para um não Europeu.

Essa diferença pode viabilizar o sonho de morar fora, ter tranquilidade e acessar uma das economias mais fortes da atualidade.

Para tanto, o aplicante deve primeiramente se tornar cidadão Europeu, e então aplicar para o visto americano.

O processo sairá muito mais em conta do que tentar aplicar diretamente para o visto americano e trará como "extra" a cidadania Européia.

A ciadania Européia por sí só já é um ótimo recurso... Mas vamos deixar este assunto para um outro post.

---

Se você estiver preparado para realizar o seu sonho de maneira correta, nos procure.

Nós somos uma empresa especializada e com mais de 10 anos de experiência em processos de dupla cidadania.

Com escritórios em São Paulo, Curitiba e Dublin temos uma localidade próxima, para maior conforto e agilizade.

SÃO PAULO
+55 11 4221-5746 | 4224-6163

Rua Piauí, 528 - Bairro Santa Paula
São Caetano do Sul / SP - CEP: 09541-150

CURITIBA
+55 41 3209 6799

Rua João Negrão, 731 loja 2 - Centro
Curitiba / PR - CEP: 80010-200

DUBLIN
+353 1 442 9751

77 Benburb Street - Smithfield
Dublin / Irlanda

---

Itália - Quanta história para contar!

Jardins encontrados em parque arqueológico em Castellammare di Stabia

Olá!

Sabemos que a Itália possui muita história para contar.

Mas os historiadores e arqueólogos continuam a nos surpreender com os seus achados.

Recentemente, foram encontradas ruínas em Castellammare di Stabia na província de Nápoles do que foi provavelmente um dos mais belos jardins do Império Romano.

As ruínas foram soterradas durante a erupção do Monte Vesúvio em 79 depois de Cristo, junto com cidades famosas como Pompéia.

É fascinante pensar sobre o quanto ainda temos para descobrir sobre esta civilização, que influenciou e ainda influencia as nossas vidas até hoje.

Não é a toa, pois com as grandes imigrações de italianos que ocorreram para o Brasil, mais de 25 e 30 milhões de brasileiros são ítalo-descendentes - você pode ser um deles também!

---

Você tem descendência Italiana e gostaria de visitar a terra dos seus ancestrais sem se preocupar com vistos?

Ou até mesmo se mudar e viver na Europa, com todos os direitos de um cidadão europeu?

Se você estiver preparado para realizar o seu sonho de maneira correta, nos procure.

Nós somos uma empresa especializada e com mais de 10 anos de experiência em processos de dupla cidadania.

Com escritórios em São Paulo, Curitiba e Dublin temos uma localidade próxima, para maior conforto e agilizade.

SÃO PAULO
+55 11 4221-5746 | 4224-6163
Rua Piauí, 528 - Bairro Santa Paula
São Caetano do Sul / SP - CEP: 09541-150

CURITIBA
+55 41 3209 6799
Rua João Negrão, 731 loja 2 - Centro
Curitiba / PR - CEP: 80010-200

DUBLIN
+353 89 973 1083
77 Benburb Street - Smithfield
Dublin / Irlanda

---

Fonte: Notícias BAND 

Você conhece a história da pizza!?

Você conhece a história da Pizza?

Apesar de alguns historiadores afirmarem que as pizzas vieram de outros locais e de um tempo muito antigo, a Itália com toda certeza leva a fama do lugar certo para comer a pizza tradicional.

Junte-se a nós a essa viagem para entender como a nossa comidinha do dia-a-dia na verdade tem muita história para contar.

 

Os primeiros registros do uso da palavra pizza datam do ano de 997, na pequena cidade de Gaeta, que fica a cerca de 120km de Roma.

Os romanos já consumiam a Focaccia, conhecida naquela época como panis focacius. A tradicional Focaccia é uma espécie de pizza mais alta e onde em comum não há mistura de ingredientes, em geral um tipo de vegetal e um tempero. A massa é bem semelhante a pizza e é deixada para descansar por um período maior antes do cozimento, enquanto que a pizza em geral é cozida brevemente após o preparo da massa.

 

Alguns registros do século 16 dizem que a pizza era vendida nas ruas e consumida essencialmente por pobres. Foi a adição do tomate a Focaccia em Nápoles, no fim do século 18 que deu origem a pizza moderna como conhecemos atualmente.

Diz-se que a primeira pizza foi a "Marinara", feita com tomates, orégano, alho e azeite de oliva. Esta era preparada pela "la marinara" a esposa dos pescadores, que os recebia com esta iguaria quando estes retornavam das suas jornadas ao mar - por isso o nome.

O interessante da Itália é que cada região tem um imenso orgulho dos produtos locais e por muitas vezes mantém a receita inalterada por séculos - afinal, nada como a comida da nona, não é mesmo? Por isso é muito comum encontrar diferenças entre as receitas quando estiver viajando por aqui.

Um grande exemplo é a pizza de Margherita, que no Brasil sempre leva manjericão enquanto que na Itália vai realmente depender de onde você estiver.

 

A Margherita foi criada em 1889 por Raffaele Esposito, que nomeou a pizza em homenagem a rainha Margherita de Savoy. Raffaele escolheu os Queen Margharitha di Savoiaingredientes, mussarela (branco), manjericão (verde) e tomates (vermelho) no molho e as vezes frescos sobre a pizza  exatamente pela semelhança com a bandeira da Itália. A rainha adorou a receita e disse que essas eram deliciosas! Depois desse evento a pizza se popularizou e passou a ser consumida não mais somente pelos pobres.

A receita tradicional ainda pode ser apreciada na cidade de Napoli, onde foi criada. Enquanto que em outras partes, pode ser que você seja surpreendido com uma pizza de queijo, bem parecida com a de Mussarela como chamamos no Brasil.

Uma diferença bem grande entre a pizza comumente encontrada no Brasil e a tradicional é a quantidade de recheio. No Brasil em geral a pizza vem com muuuuito recheio e a massa nem sempre é fininha, enquanto que na Itália a quantidade de recheio é o suficiente para dar sabor e a massa é fininha e crocante.

 

Se você quer aí do Brasil ter um gostinho do que vai encontrar quando visitar a Itália, vá a um "Ristorante" - isso mesmo, é um Restaurante escrito em italiano.

Esses locais, em geral, foram fundados por italianos que emigraram ao Brasil e por muitas vezes ainda pertencem às mesmas famílias, que por gerações mantém a tradição e o mesmo jeitinho de preparar as deliciosas comidas.

Mesmo assim, nada como visitar o lugar onde tudo aconteceu, pois a tradicional atmosfera e os ingredientes locais fazem toda a diferença. Os tomates por exemplo, que tem um papel fundamental no sabor da pizza, possuem um sabor ligeiramente diferente, bem como o azeite de oliva.

 

 

E você?

Qual o seu tipo de pizza favorito?

 

Por falar nisso, as semelhanças entre a Itália e o Brasil não se limitam as nossas cozinhas, e isso não é por acaso. Grandes migrações ocorreram da Itália para o Brasil, sobretudo entre 1880 e 1930. E estima-se que 20 milhões de brasileiros possuem algum tipo de descendência. A maioria desses estão nas regiões sul e sudeste do Brasil, mas com o tempo muitos descendentes mudaram-se para regiões centro-oeste.


 

Se você já estiver preparado para adquirir a sua cidadania italiana e visitar a terra da nona como um italiano, entre em contato conosco, teremos o maior prazer em auxiliá-lo a realizar esse sonho.

 

Buscar

Descubra lugares e destinos turísticos no Brasil e no exterior para sua próxima viagem, passeio ou férias. Notícias em texto e vídeo sobre turismo e viagem.