Acordo isenta brasileiros de visto para os Emirados Árabes

Acordo isenta brasileiros de visto para os Emirados Árabes

Brasileiros não precisam mais de visto para turistar pelos Emirados Árabes

Que tal visitar uma das regiões mais ricas do Golfo Pérsico, onde o petróleo financia a construção de incríveis cidades no meio do deserto? Pois está mais fácil turistar pelos Emirados Árabes Unidos, seus hotéis e shoppings luxuosos, ilhas artificias e arranha-céus. Desde 3 de junho, brasileiros não precisam de visto para entrar sair e circular livremente pelos EAU dentro de um período de aproximadamente três meses.

O Brasil e os Emirados Árabes assinaram um acordo bilateral que isenta a necessidade de visto para os cidadãos dos dois países. Brasileiros que viajarem para Dubai e Abu Dhabi, por exemplo, podem permanecer por até 90 dias no país – a cada 12 meses – para turismo, trânsito ou visitas de negócios. Para estudos ou trabalho ainda será necessária uma autorização específica, emitida de acordo com exigências de cada país.

O acordo pretende atrair mais turistas, assim como fortalecer as relações comerciais e de cooperação entre os dois países. Para entrar em um dos sete emirados que fazem parte dos EAU é necessária apenas a apresentação do passaporte brasileiro com mais de seis meses de validade. Assim como para a chegada a países europeus, não é necessário qualquer burocracia ou pagamento de taxas.

Antes do tratado começar a valer, era necessário o pagamento de US$ 96,59 para a emissão de um visto simples, que permitia apenas uma única entrada nos Emirados Árabes. Além disso, era preciso ter um intermediador, como uma agência de viagens ou uma companhia aérea, no pedido do visto.

Agora, com uma maior facilidade no fluxo de turistas entre os dois países, a tendência é que aumente o interesse de turistas brasileiros no país árabe como destino de férias ou como opção de conexão para lugares como Austrália, China ou Índia, por exemplo. Principalmente depois de ambos entrarem no ranking dos 25 que mais gastaram com turismo internacional no ano passado. De acordo com a Organização Mundial do Turismo, os brasileiros gastaram US$ 19 bilhões turistando em 2017, garantindo a 16ª posição na lista. Enquanto, os Emirados Árabes, ocuparam o 20º lugar.

 

----

Nós somos uma empresa especializada e com mais de 10 anos de experiência em processos de dupla cidadania.

Com escritórios em São Paulo, Curitiba, Dublin e Portugal temos uma localidade próxima, para maior conforto e rapidez.

SÃO PAULO
+55 11 4221-5746 | 4224-6163
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Piauí, 528 - Bairro Santa Paula
São Caetano do Sul / SP - CEP: 09541-150

CURITIBA
+55 41 3209 6799
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua João Negrão, 731 loja 2 - Centro
Curitiba / PR - CEP: 80010-200

DUBLIN
+353 1 442 9751
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
77 Benburb Street - Smithfield
Dublin / Irlanda

PORTUGAL
+353 289 117 933 / 9393 42494
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Rainha D. Leonor, 101 – Loulé
Faro / Portugal

ESPANHA
+34 632 193 15 
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Plaza Unniversitat, 03 - piso 6 - Centro
Barcelona / Espanha

 

 

O segredo da Torre Pisa

Cientistas descobrem o que mantém a Torre de Pisa de pé

 

A Torre de Pisa, inaugurada em 1372 e conhecida mundialmente por sua inclinação, era um grande mistério até para engenheiros: como o campanário, construído há mais de 600 anos e após 4 terremotos, resiste mesmo sendo tão inclinada?

Um grupo de 16 engenheiros da universidade italiana Roma Tre e da universidade inglesa de Bristol descobriu que o que mantém a torre de pé é o mesmo fator que a inclinou: o solo. "Podemos dizer agora que, ironicamente, o mesmo solo que causou a inclinação da torre e a levou à beira do colapso também a ajudou a superar os episódios sísmicos", disse George Mylonakis, do departamento de Engenharia Civil da Universidade de Bristol.

 Composto por argila e areia, o terreno, pouco firme para sustentar uma construção de quase 15 mil toneladas, começou a afundar e inclinar a torre logo após apenas três andares concluídos. A construção parou por quase 100 anos, quando mais quatro andares, ligeiramente mais altos de um lado, foram construídos para tentar compensar a inclinação. Porém, o excesso de peso fez com que a torre afundasse, dessa vez, para o outro lado.

O segredo, portanto, para a manutenção da Torre de pé é uma interação dinâmica entre solo e estrutura (DSSI), ou seja, uma combinação entre as características do terreno, o solo macio, e sua estrutura, altura e rigidez. Isso faz com que a ressonância dos movimentos sísmicos seja menor e reduz os efeitos dos tremores.

Com 55 metros de altura e 300 degraus, a torre projetada para abrigar o sino da catedral da cidade italiana de Pisa, pende em um ângulo de cinco graus, o que faz com que fique até cinco metros fora do eixo no seu topo. Diversas foram as tentativas que o governo italiano tentou para evitar a contínua inclinação da edificação, inclusive proibindo a visitação do público entre 1990 e 2001. Após 11 anos de trabalho de restauração e a redução da inclinação em 40 centímetros, a Torre foi reaberta ao público após solucionar o problema com a extração controlada de parte do subsolo do lado oposto do declive.

Os resultados dos novos estudos feitos pelos cientistas italianos e ingleses serão apresentados em junho na Grécia, durante a 16ª Conferência Europeia de Engenharia e Terremotos.

 

Nós somos uma empresa especializada e com mais de 10 anos de experiência em processos de dupla cidadania.

Com escritórios em São Paulo, Curitiba, Dublin e Portugal temos uma localidade próxima, para maior conforto e rapidez.

SÃO PAULO
+55 11 4221-5746 | 4224-6163
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Piauí, 528 - Bairro Santa Paula
São Caetano do Sul / SP - CEP: 09541-150

CURITIBA
+55 41 3209 6799
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua João Negrão, 731 loja 2 - Centro
Curitiba / PR - CEP: 80010-200

DUBLIN
+353 1 442 9751
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
77 Benburb Street - Smithfield
Dublin / Irlanda

PORTUGAL
+353 289 117 933 / 9393 42494
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Rainha D. Leonor, 101 – Loulé
Faro / Portugal

Qual o custo de vida na Irlanda?

Qual o custo de vida na Irlanda

O custo de vida na Ilha Esmeralda

Um dos destinos favoritos de intercambistas na Europa, a Irlanda, tem atraído cada vez mais brasileiros também em busca de oportunidades de emprego. A cada ano aumenta a taxa de empregabilidade do país, principalmente nas áreas de tecnologia, saúde e engenharia. Mas se você está pensando em migrar, confira antes o custo de vida na Ilha Esmeralda.

Apesar de ter um dos custos de vida mais alto da Europa, a Irlanda possui também um dos maiores salários mínimos do continente, são 9,55 euros por hora de trabalho. Brasileiros com visto de estudante podem trabalhar até 20 horas semanais e, com controle dos gastos, é possível sim se manter no país.

A acomodação será com certeza seu maior gasto, já que os aluguéis costumam ser bastante altos, principalmente na capital, Dublin. Um apartamento simples no centro da cidade pode chegar a custar 1700 euros por mês. Enquanto nas áreas mais afastadas, o valor pode cair quase pela metade. Dividir casa e até quarto é outra maneira de diminuir os gastos. No centro de Dublin, é possível encontrar vaga em quartos compartilhados por, pelo menos, 350 euros. Além do aluguel, você precisa somar nas contas mensais, eletricidade, gás e taxa de lixo, em média 50 euros por pessoa. É possível encontrar planos de internet limitada para celular a partir de 5 euros, já os planos residenciais custam em média 60 euros.

Se sua opção for uma acomodação mais confortável e barata, mas afastada do centro da cidade, você provavelmente irá depender de transporte público. Em Dublin, não há metrô subterrâneo, as opções são ônibus, Luas (bonde elétrico) e trem Dart e não são baratas. As tarifas dependem do seu trajeto – quanto mais longe, mais caro – custando de 2,10 a 3,30 a viagem única.

A conta de supermercado na Irlanda não costuma ser cara. Há uma variedade de redes e produtos próprios mais baratos, além de promoções semanais, somando aproximadamente 80 euros por mês com despesas básicas. Mas se você optar por jantar ou almoçar fora, esse gasto pode mais que dobrar, já que uma refeição em restaurante pode custar em média de 10 a 12 euros por pessoa.

Atraídos pela experiência de morar no exterior, em busca de aprendizado e aperfeiçoamento do inglês ou a procura de emprego, apesar do alto custo com despesas mensais, a Ilha Esmeralda é uma ótima opção para aqueles que buscam viver com qualidade de vida, graças aos altos salários e a baixa taxa de desemprego do país.

 

Nós somos uma empresa especializada e com mais de 10 anos de experiência em processos de dupla cidadania.

Com escritórios em São Paulo, Curitiba, Dublin e Portugal temos uma localidade próxima, para maior conforto e rapidez.

SÃO PAULO
+55 11 4221-5746 | 4224-6163
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Piauí, 528 - Bairro Santa Paula
São Caetano do Sul / SP - CEP: 09541-150

CURITIBA
+55 41 3209 6799
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua João Negrão, 731 loja 2 - Centro
Curitiba / PR - CEP: 80010-200

DUBLIN
+353 1 442 9751
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
77 Benburb Street - Smithfield
Dublin / Irlanda

PORTUGAL
+353 289 117 933 / 9393 42494
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Rainha D. Leonor, 101 – Loulé
Faro / Portugal

Malta quer atrair estrangeiros para intercâmbio

Malta disponibiliza novo visto para atrair estudantes

Malta anuncia novo visto para atrair estrangeiros

Nos últimos anos, Malta tem sido um dos destinos mais procurados por intercambistas para estudar inglês no exterior. Por ter um clima parecido com o do nosso país, muitos brasileiros têm escolhido a pequena ilha no sul da Itália. E o anúncio de mudanças na obtenção de visto, tornando o processo de entrada e permanência no país mais fácil, promete deixar Malta ainda mais atrativa.

Com intuito de valorizar o mercado de trabalho e educacional de Malta, o Ministério da Educação Maltês anunciou que a partir de agora os intercambistas terão autorização para trabalhar durante a temporada de estudos no país. De acordo com as novas regras, que ainda não foram divulgadas, estudantes de qualquer nacionalidade poderão trabalhar até 20 horas por semana. O ministro da educação afirmou que o novo visto pretende alavancar o potencial de estudo e trabalho do país, melhorando também seus aspectos econômicos.

A nova política de vistos pretende que estudantes de fora da União Europeia tenham acesso ao mercado de trabalho para cogitarem a possibilidade de seguir uma carreira profissional em Malta. Portanto, estudantes que concluírem cursos de graduação reconhecidos pelo governo local poderão até estender a sua estadia. Essa iniciativa quer garantir que pessoas altamente qualificadas e de fora da União Europeia permaneçam no país e ajudem a garantir a competitividade de Malta no mercado europeu. De acordo com a Federação das Escolas de Inglês de Malta (Feltom), a mudança é na verdade uma resposta governamental à grande queda no número de semanas que estudantes estrangeiros têm ficado no país nos últimos anos.

Mas mesmo com uma nova política com intenção de facilitar a permanência de estudantes internacionais no país, o governo garante que haverá um controle ainda maior das informações coletadas sobre alunos. A intenção é facilitar o visto de residência para aqueles que realmente tenham a intenção de colaborar com a economia do país. Pensando em fortalecer o mercado profissional, a intenção com as mudanças é usar as informações de estudo dos alunos para mantê-los no país.

---

Nós somos uma empresa especializada e com mais de 10 anos de experiência em processos de dupla cidadania.

Com escritórios em São Paulo, Curitiba, Dublin e Portugal temos uma localidade próxima, para maior conforto e rapidez.

SÃO PAULO
+55 11 4221-5746 | 4224-6163
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Piauí, 528 - Bairro Santa Paula
São Caetano do Sul / SP - CEP: 09541-150

CURITIBA
+55 41 3209 6799
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua João Negrão, 731 loja 2 - Centro
Curitiba / PR - CEP: 80010-200

DUBLIN
+353 1 442 9751
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
77 Benburb Street - Smithfield
Dublin / Irlanda

PORTUGAL
+353 289 117 933 / 9393 42494
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Rua Rainha D. Leonor, 101 – Loulé
Faro / Portugal

Buscar