Itália desmantela esquema de cidadania ilegal a brasileiros

Itália desmantela esquema de cidadania ilegal a brasileiros

Olá amigos e clientes!

No dia 18 de Maio de 2017 ficamos sabendo da triste notícia de que mais uma consultoria foi acusada de irregularidades no processo de cidadania Italiana.

De acordo com as informações da polícia italiana, o dono da assessoria para brasileiros, Cleber Zanatta, 43 anos, foi preso e levado a um centro de detenção. Sua mulher e também funcionária da empresa do marido, Sabrina dos Santos, 32, e o irmão de Cleber, Diego Zanatta, 29, foram colocados em prisão domiciliar. Foram acusados por corrupção, lavagem de dinheiro e favorecimento à permanência ilegal no território italiano de cidadãos estrangeiros.

Funcionários do governo italiano nas comunes envolvidas também foram presos em regime domiciliar ou afastados de suas funções.

Em geral, o próximo passo nesses casos será revisar todas as cidadanias que foram feitas nesses locais e que tiveram essas pessoas envolvidas. Isso pode resultar em cidadanias revogadas e também atrasos nos processos de pessoas que estão fazendo o processo corretamente.


Esse tipo de incidente esta cada vez mais comum e muitas pessoas vêem seu sonho indo por ralo abaixo só por que tentaram ganhar tempo ou pular etapas. O problema é que por vezes o cliente sequer é notificado e só fica sabendo que algo esta errado quando recebe uma notificação do governo.

Por essa razão reforçamos a importância de sempre procurar uma consultoria idônea e que irá sempre recomendar e fazer o que é certo, sem jeitinho.

O processo pode sim ser longo e em alguns casos até um pouco difícil. Mas vale sempre a pena fazer o certo para ter paz de espírito e tranquilidade de que de uma hora para outra a sua cidadania não seja revogada. Com o suporte e ajuda certa, o processo pode ser tranquilo, e acima de tudo juridicamente correto.

Caso precise de ajuda para realizar o seu sonho de maneira correta, entre em contato conosco, teremos o maior prazer em acessora-lo!


Fontes: Notícias UolEpoca Negócios e Meridio News

16ª Festa Trentina: tradição italiana em Piraquara

ghfbrasil dupla cidadania italiana festa trentina

No próximo dia 21 de maio ocorre em Piraquara a 16ª Festa Trentina, na Colônia Santa Maria do Novo Tirol. O evento celebra a tradição da cultura italiana mantida na região pelos imigrantes, que se instalaram no município em 1878. Durante todo o dia os visitantes poderão conhecer um pouco da colônia Trentina do Paraná, além de aproveitar a gastronomia típica e as belíssimas paisagens dos mananciais da serra.

Todos os anos, a comunidade de Piraquara se reúne para celebrar o pioneirismo das 59 famílias oriundas da Província de Trento, que constituíram a Colônia Santa Maria do Novo Tirol há 139 anos, e aqui mantêm viva a cultura italiana até hoje. Além de fortalecer a tradição Trentina existente na região, a festa movimenta os produtores locais, que são os encarregados pela produção de grande parte dos alimentos consumidos no evento.

A festa terá início às 11h com a missa em homenagem a Nossa Senhora da Assunção, a padroeira da Colônia. No almoço será comercializado o prato típico Trentino, e a programação ainda terá música italiana e café colonial.

O prato típico da festa será servido com fatias de queijo frescal assadas na pedra, polenta, risoto de frango caipira, frango frito ao molho e saladas verdades, de sobremesa sagu de vinho com creme de baunilha. O almoço será limitado, e comercializado no valor de R$ 40,00 para adultos, e R$ 25,00 para crianças de 6 a 12 anos.

A Colônia Santa Maria do Novo Tirol foi fundada em 1878, quando 59 famílias oriundas da Província de Trento, na Itália, chegaram a Piraquara. Além dos costumes, sabores e tradições da sua terra natal, os trentinos trouxeram com eles a imagem de Nossa Senhora da Assunção, atual padroeira da Igreja da Colônia. Em 2009 a imagem foi enviada para Itália onde foi restaurada, e após dois anos retornou ao município. A Festa Trentina, que acontece todo ano na comunidade vem celebrar o pioneirismo daquelas famílias e a união entre elas.

Em 2009 Piraquara teve projeção internacional ao firmar o tratado de Gemellaggio ou Acordo de Cooperação Técnica de Fraternidade, com os Municípios do Valle del Primiero (Trento – Itália). O tratado de cidades-irmãs tem como base o princípio de cooperação mútua entre as cidades, contando essencialmente com o apoio e intervenção das associações “Trentini Nel Mondo”, de Trento, Itália e o Circolo Trentino di Curitiba. Os municípios do Valle del Primiero que fazem parte do gemellaggio são Fiera di Primiero, Canal San Bovo, Imer, Mezzano, Siror, Tonadico, Transacqua e Sagron.

Em 2015 Piraquara recebeu a visita da Comitiva Oficial da Província Autônoma di Trento. Os italianos foram recebidos pelo Prefeito de Piraquara, Marcus Tesserolli, o Marquinhos, representantes do Circolo Trentino e outras autoridades. No encontro foi celebrado o sexto ano e reafirmado o Acordo de Cooperação Técnica de Fraternidade entre cidades irmãs Gemellaggio. A festa é organizada pela Associação Trento Transforma com o apoio da Prefeitura de Piraquara, Circolo Trentino e Emater.

fonte: Governo do Paraná

 

 

Alteração no Regulamento Da Lei Da Nacionalidade Portuguesa

ghfbrasil dupla cidadania portuguesa bandeira

Foi aprovado o decreto-lei que altera o Regulamento da Nacionalidade Portuguesa. O mesmo visa estabelecer e concretizar o modo de aplicação de vários aspetos previstos nas alterações à Lei da Nacionalidade aprovadas pelas Leis Orgânicas n.º 8/2015, de 22 de junho e n.º 9/2015, de 29 de julho.

Procede-se à simplificação do processo de atribuição e aquisição da nacionalidade, tornando-o mais justo e célere para o requerente, mas sem que se coloque em causa o rigor do mesmo, nomeadamente:

  • presumindo-se que quando o interessado seja natural e nacional de país que tenha  o português como língua oficial há pelo menos 10 anos e resida em Portugal, independentemente do título, há pelo menos cinco anos tem conhecimento da língua portuguesa. Assim, por exemplo, quem seja nacional de um qualquer outro país de língua oficial portuguesa e tenha nascido em Portugal fica agora dispensado de comprovar o conhecimento da língua portuguesa.
  • dispensando-se a apresentação do certificado do registo criminal do país da naturalidade ou do país da nacionalidade quando o interessado não tenha neles residido em idade relevante para esse registo (ou seja, após os 16 anos). São abrangidos por esta dispensa, por exemplo, todos os interessantes que, tendo nascido em Portugal, sempre aqui residiram, nunca tendo residido ou sequer viajado para o seu país da nacionalidade, e que por isso passam a estar dispensados de apresentar o certificado do registo criminal do seu país da nacionalidade.

O diploma define, igualmente, os termos em que o Governo reconhece a existência de laços de efetiva ligação à comunidade nacional nos pedidos de atribuição de nacionalidade efetuados por netos de nacionais portugueses nascidos no estrangeiro.

O regulamento determina, ainda, que a informação sobre a existência de perigo ou ameaça para a segurança ou a defesa nacional, pelo envolvimento do requerente em atividades relacionadas com a prática do terrorismo, é prestada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e pela Polícia Judiciária.

 

fonte: Governo Português

 

 

Brasileiros não precisarão de visto para viajar para o Canadá

ghf consult dupla cidadania visto canadense

A medida, para facilitar a entrada de visitantes de baixo risco do Brasil, Bulgária e Romênia ao Canadá, faz parte do Economic Action Plan 2015. Apesar do alarde a isenção de vistos será seletiva e não atingirá a todos. Na verdade atingirá apenas um pequeno grupo.

A partir de 1° maio de 2017, o Canadá deve liberar brasileiros de tirar o visto para entrar no país. A medida só vale para quem já tenha tirado o visto canadense nos últimos 10 anos (mesmo que esse visto já esteja vencido) ou para quem tenha um visto válido para entrar nos Estados Unidos.

Em vez do visto, será necessário emitir uma autorização eletrônica para viajar – eletronic Travel Authorization (ETA). O documento deve ficar vinculado ao passaporte e será válido por 5 anos ou até a data de vencimento do passaporte.

O eTA custa 7 dólares canadenses (cerca de R$ 16) e permite a permanência do turista por até seis meses no Canadá. Mas o limite da permanência do visitante será determinado pelo funcionário da fronteira – normalmente, eles estipulam menos tempo. Saiba mais sobre o eTA Canadense clicando aqui.

 

fonte: Infomoney, Blog Fazendo as malas, Gazeta News

 

 

Buscar